quarta-feira, 23 de março de 2016

COOPERADOR DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ EM UGANDA VISITA IGREJA EM SANTO AMARO


A igreja possui e mantém 28 casas e salas de orações no país africano.

Crianças em Uganda. (Reprodução)

BLASTINGNEWS - O Cooperador do Ofício Ministerial de Kashenshero Town, no Distrito de Mitooma, em Uganda, no continente africano, Sr. Tumwesigye Charles, mais conhecido por seu último nome, está em visita a São Paulo em virtude das Assembleias Gerais Anuais da Congregação Cristã no Brasil, que acontecem no bairro do Brás, em São Paulo. As reuniões destinadas aos anciãos e diáconos das igrejas da África foram realizadas no último sábado, dia 19 de março. Estas reuniões congregam representantes da igreja em todo o Brasil e em todo o mundo.

Fiéis que estiveram presentes em um culto realizado no Parque Maria Helena, em Santo Amaro, relataram nas redes sociais que Charles teve a história de sua conversão contada para os presentes.. A igreja possui 28 locais de realização de cultos em todo o país africano [Uganda] e há esperança da ordenação de um ancião dentro em breve. Ordenar um ancião é um processo demorado e pode levar anos, até que seja aprovado pelo quórum ministerial em São Paulo. O ministério da Congregação Cristã no Brasil não emitiu, até o momento, nenhuma listagem de ordenações de nenhum novo obreiro. 

A expectativa para o anúncio das ordenações é grande para a maioria dos fiéis. Em conformidade com o Estatuto da Congregação, apenas podem ser ordenados novos obreiros se estes forem confirmados em Reunião Geral de Ensinamentos, que acontece apenas uma vez ao ano, na capital paulista.

Se confirmado um ancião para Uganda, por exemplo, Charles será o primeiro Ancião da igreja em Uganda, o que facilitaria a realização de serviços feitos pela igreja, como Batismos e Santas Ceias, por exemplo, que só podem ser ministrados por um membro ordenado para esta finalidade. Até o momento, anciãos brasileiros são os responsáveis pelo atendimento de tais solenidades em Uganda. Charles teria conhecido as doutrinas professadas pela Congregação através do trabalho missionário realizado por estes brasileiros na África.

De acordo com as últimas informações recebidas de voluntários que trabalham em prol da realização das Reuniões Gerais de Ensinamentos, até o início da tarde de hoje, 337 membros do ministério da Congregação haviam passado pelas recepções montadas pela igreja nos terminais rodoviários e aeroportos de São Paulo.

terça-feira, 22 de março de 2016

TEMPLOS DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL MANTÊM FACHADA COM GRAFIA ANTERIOR A 1931


Além do termo "Christã", outras palavras como Pharmácia e Theatro na entrada de prédios antigos revelam a história da língua portuguesa no Brasil.

Templo da Congregação na Penha
Blastingnews - Um passeio por templos da tradicional instituição religiosa denominada Congregação Cristã no Brasil revela a preservação de um patrimônio imaterial do nosso idioma: a grafia segundo as normas ortográficas vigentes até a década de 30. No caso, o nome da igreja é grafado com o adjetivo "Christã" em vez de "Cristã", como normaliza o acordo ortográfico vigente. Um desses templos, localizado na Penha - Zona Leste da Capital Paulista, é tombado pelo patrimônio histórico da cidade de São Paulo, motivo pelo qual a ortografia na fachada não pode ser alterada.

Dados sobre as reformas ortográficas permitem-nos inferir que a construção do templo na Penha é anterior à década de 40, pois as regras aprovadas em 1931 foram homologadas só em 1938 e colocadas em vigor no ano de 1941. Foi nesse contexto de mudança gramatical que palavras como "commercio", "telegramma", "machina" e "pharmácia" tiveram a grafia alterada para formas tais como conhecemos atualmente. 

Outro tradicional templo da Congregação Cristã no Brasil que mantém a grafia original está localizado no bairro do Bom Retiro, também em São Paulo. Mesmo com uma reforma predial realizada recentemente, os membros optaram por manter a fachada original, tendo como objetivo a preservação do seu patrimônio. Outro edifício histórico a manter a grafia original na fachada é o Teatro Municipal de São Paulo, cujo topo traz a grafia "Theatro". 

Nome da igreja sofreu alteração na década de 60

Na década de 60, a igreja era chamada de Congregação Cristã Do Brasil, e por decisão ministerial optou por trocar a preposição, passando a chamar-se Congregação Cristã NO Brasil.
Novo acordo ortográfico altera o nome de outra tradicional igreja brasileira

Atualmente, o acordo ortográfico vigente é o de 2009, que prevê mudanças em palavras como plateia, ideia e feiura, que passaram a ser grafadas sem o acento agudo. A nova norma prescreve que em palavras paroxítonas com os ditongos abertos éi e ói não deve incidir acento agudo. Dessa forma, o nome da tradicional igreja Assembleia de Deus passa também a ser grafado sem acento. Resta-nos saber se a igreja também manterá alguns de seus edifícios com a grafia antiga a fim de recontar uma parte da história da ortografia da língua portuguesa no Brasil.

domingo, 20 de março de 2016

TEMPLO HISTÓRICO DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL É REABERTO NO BOM RETIRO

O prédio foi a primeira casa de oração em alvenaria da Congregação Cristã no Brasil.

Detalhe do letreiro. (Foto: colaboração)

Quem passa pela Rua Anhaia, no Bom Retiro, região central da capital paulista, se depara, por entre prédios comerciais e residenciais, com um achado histórico. Trata-se do templo da Congregação Cristã no Brasil, o primeiro em alvenaria da denominação religiosa, tombado pelo Patrimônio Histórico.

Hoje tímido entre templos cada vez mais suntuosos, o prédio estava fechado para reforma há 34 meses e os fiéis tiveram seu ponto de realização de cultos transferidos para outras dependências da mesma igreja em outro bairro de São Paulo.

A reinauguração, chamada pelos adeptos como "reabertura", foi presidida pelo Sr. Gerbes Oliva, ancião da sede da denominação, no Brás. A solenidade contou com cânticos congregacionais acompanhados de uma orquestra, orações e a exortação de um trecho do Evangelho de João. Na ocasião, foi apresentado um novo membro a exercer a função de Cooperador do Ofício Ministerial, que equivale a um ajudante do ancião local. Um fiel que exerce um cargo da Gestão da igreja fez a leitura de um balanço com informações exatas sobre os gastos empreendidos na restauração.

A localidade é um ponto de culto tradicional da igreja. De acordo com uma frequentadora que se manifestou nas redes sociais, o templo do Bom Retiro foi e ainda é o mesmo de diversas pessoas importantes para a história da denominação. Todas as segundas, quintas, sábados e domingos são realizados cultos e reuniões no local.
"Christã" ou "Cristã"?

Nas redes sociais, a divulgação de fotos da fachada da igreja gerou confusão nos membros. Isso porque a grafia da palavra "Cristã" estava "Christã". A administração da maior fanpage referente à Congregação, embora independente e sem vínculos institucionais, CCB Mensagens, esclareceu que o templo se tratava do mais antigo da denominação, e, por ser patrimônio histórico, deveria manter a grafia original da época de registro do imóvel e das características mais próximas o possível da construção original.

Longe dos holofotes 

Considerando que estamos na era da informação e o crescente volume de dados compartilhados nos mais diversos meios de comunicação, a Congregação Cristã no Brasil parece, ou tenta parecer, imune a todos eles. A administração da igreja só se manifesta através de "circulares", que são cartas enviadas às igrejas de sua jurisdição para declarar a respeito de algum determinado assunto. Mesmo assim, sem nenhum meio de comunicação oficial ou propaganda, a não ser o boca-a-boca, possui mais de 2,2 milhões de fiéis em todo o Brasil, de acordo com as informações obtidas no Censo de 2010 realizado pelo IBGE. Sem jornais, revistas, páginas em redes sociais, portais para membros na internet, a igreja tem sobrevivido no mundo globalizado de forma instigante. No website oficial da igreja, que se resume a uma nota de esclarecimento, ela declara que quem tiver interesse em conhecê-la deve frequentar seus cultos e que não mantém nenhum meio de divulgação pública de seus princípios.

terça-feira, 8 de março de 2016

ensinamento >>> Apresentação de cooperador à irmandade

A apresentação de Cooperador do Ofício Ministerial à irmandade deve ser feita antes da Palavra, podendo-se suspender ou abreviar os testemunhos, quando o Ancião que está presidindo deve chamar o novo Cooperador para cima do púlpito e ali fazer sua apresentação á irmandade. Em seguida o Ancião fará uma oração pedindo a Deus a Sua bênção sobre ele (sem imposição de mãos). Após a oração o novo Cooperador agradecerá a Deus e pedirá a oração da irmandade.

Quanto ao cooperador de jovens e menores, será apresentado no culto oficial, antes da Palavra e, depois, na reunião de jovens e menores, quando, então, se fará a oração.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Congregação Cristã em Israel - Salmo

video

CCB Minha Alma Engrandece - capella (Bruno Antunes)

video

Projeto institui Dia da Congregação

PROJETO DE LEI Nº 95, DE 2016

Institui o Dia da Igreja Congregação Cristã no Brasil, a ser comemorado anualmente em 20 de abril.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

Artigo 1º - Institui o Dia da Igreja Congregação Cristã no Brasil, a ser comemorado anualmente em 20 de abril.

Artigo 2º - A data instituída no artigo 1º desta Lei passa integrar o Calendário Oficial de Eventos do Estado de São Paulo.

Artigo 3º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. 

JUSTIFICATIVA

A Congregação Cristã no Brasil figura como a primeira igreja cristã a instalar-se em território nacional brasileiro sob a classificação sociológica pentecostal. De origem ítalo-americana, sua origem deriva-se das atividades evangelísticas de Louis Francescon.

Resultante de uma síntese entre elementos doutrinários de base protestante histórica (presbiteriana valdense) e o denominado Avivamento Pentecostal de Chicago (1907), a Congregação Cristã apresenta-se, inicialmente, como um segmento adenominacional e categoricamente averso ao institucionalismo eclesiástico. Seu estabelecimento em terras brasileiras ocorre no final do primeiro decênio do século. XX (1910), em dois distintos núcleos: Santo António da Platina (PR) e São Paulo, capital.

Em fins do século XIX, segundo relato de próprio punho, Louis Francescon, ancião da Primeira Igreja Presbiteriana de Chicago ("Prima Chiesa Presbiteriana Italiana di Chicago") adere ao batismo adulto por imersão (em oposição ao batismo por aspersão).

Submetendo-se ao referido batismo, Francescon e alguns aderentes deliberam pela ruptura para com a anterior filiação presbiteriana, dando-se, assim, origem a uma comunidade livre que mais tarde seria chamada "Assemblea Cristiana Italiana di Chicago". 

Posteriormente, em 1907, vem a inteirar-se acerca de um movimento em voga em Chicago: a Missão Pentecostal (sob a liderança de William Durham - 943 West North Avenue)]. Essa missão local consistia em uma extensão do avivamento iniciado em Los Angeles, Califórnia (Rua Azuza) , no qual relatava-se a experiência neotestamentária descrita como "Batismo no Espírito Santo" (cuja emblemática pautava-se pelo "falar em novas línguas" ). Nesse mesmo núcleo estiveram presentes o sueco Daniel Berg (Assembleia de Deus) e a canadense Aimeé McPherson (Igreja do Evangelho Quadrangular) . Em visita à Missão Pentecostal (após convite emitido) Francescon teria recebido, conforme suas palavras, uma confirmação de que o trabalho evangelístico ali desenvolvido dispunha do divino aval. Desse modo tanto Francescon como seus adeptos se fundem ao movimento presidido por Willian Durham, sendo a sua maioria agraciada com o Batismo no Espírito Santo.

Em 15 de setembro de 1907, no entanto, regressam à "Assemblea Cristiana". Essa data, descrita por Francescon como "inesquecível dia" e por Pietro Ottolini como "um dia de sacra memória", testemunha um avivamento local sem precedentes, determinando o marco inicial daquele que viria a ser catalogado como "Movimento Pentecostal Italiano" ] . Passados três cultos, Louis Francescon é reeleito ancião. 

Em viagem missionária ao Brasil e como resultante de suas prédicas, Francescon efetua a 20 de abril de 1910 na cidade paranaense de Santo Antônio da Platina o primeiro batismo. Na ocasião, foram batizados o italiano Felício Mascaro e mais dez aderentes. Depois, o pioneiro dirige-se a cidade de São Paulo, na qual confere o batismo a mais vinte pessoas, sendo estas de origem presbiteriana, metodista, batista e católica romana. Além de Francescon, diversos outros expoentes do pentecostalismo ítalo-americanos também atuaram como missionários no Brasil, tais como Luis Terragnoli, Augustinho Lencioni e Giuseppe Petrelli. 

Francescon realizaria ainda mais dez viagens ao Brasil, sendo a última em 1948. Também Francescon fundaria a Assembleia Cristã na Argentina e presidiria a convenção da Congregação Cristã Pentecostal na Itália.

Para fins de uniformidade e respaldo teológico-doutrinário, convocou-se em 1927, na cidade de Niagara Falls, NY (Estados Unidos da América), a Convenção da Igreja Cristã Italiana da América do Norte, na qual se definiram os "12 Articoli di Fede" (12 Artigos de Fé), posteriormente adotados pelas congêneres argentinas e italianas, e pela Congregação Cristã no Brasil, sob a designação de "Pontos de Doutrina e da Fé que uma vez foi dada aos santos".

Durante os seus primeiros anos no Brasil, seus membros ou adeptos apresentaram-se informalmente como "Assamblea Cristiana Reuniti nel Nome del Signore Gesú" (Assembleia Cristã Reunidos em Nome do Senhor Jesus) ou "Congregazione Cristiana". A partir de 1928 deliberou-se pela adoção da designação Congregação Cristã do Brasil, registrada em 30 de março de 1936. Já em 1962 efetuou-se a alteração atualmente em vigor, substituindo-se a contração "do" por "no" (Congregação Cristã no Brasil).

Majoritariamente italiana até a década de 1930, a Congregação Cristã veio a ampliar a sua membresia estendendo-a a outras etnias. Desde 1950 faz-se presente em todo território brasileiro e em todos os demais continentes. Em 2010, contabilizou 2,2 milhões de membros declarados (no Brasil), conforme o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística .

Com sede administrativa estabelecida em São Paulo, capital (Brás), a Congregação Cristã no Brasil realiza anualmente a sua Assembleia Ministerial Geral (ou Reuniões Gerais de Ensinamentos - RGE), cujas finalidades, entre outras, são: a avaliação de seu atual estado e desempenho; a elaboração de estratégias e medidas interventivas e o estreitamento dos laços de unidade e cooperação entre os integrantes do seu corpo ministerial em exercício. Tais reuniões não são abertas a membros, mas somente para membros do ministério convidados.

Por todo acima exposto conto com a aprovação do presente projeto de lei por parte dos nobres pares.

Sala das Sessões, em 24/2/2016.

a) Gil Lancaster - DEM